quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Guia de estudos do Catolicismo para iniciantes monoglotas provenientes do Protestantismo

Catedral St. Mary em Sidney

Ao longo dos anos, muitos que me procuram, interessados no Catolicismo, relatam-me que não se aproximaram da Igreja por uma via intelectual, mas por algumas circunstâncias da vida. Não há nada de errado nisso. São várias as vias pelas quais Deus nos chama à conversão. A um intelectual como eu, que não conhecia nenhum católico pessoalmente, foi natural que o meu caminho fosse marcado pelo estudo da Doutrina. 

Embora isso seja verdade, é igualmente verdade que é praticamente impossível, ao menos ordinariamente, aprofundar-se na fé sem estudar, principalmente quando se leva em conta a quantidade de falsificações históricas e ataques promovidos contra a Igreja — dos filmes hollywodianos aos sermões de um Malafaia ou de um Nicodemus.

Dito isso, se você quer começar a estudar o Catolicismo, mas não fala outra língua, nem está acostumado a uma vida intelectual, o caminho é o seguinte:

(1) Assine o site do padre Paulo Ricardo e vasculhe tudo o que está disponível lá. Comece vendo todos os vídeos da série "A resposta católica", que, inclusive, estão disponíveis gratuitamente a quem não é assinante. 

Veja também o seu curso "Terapia das doenças espirituais". Pode parecer estranho indicar um curso que não é apologético, nem de discussão doutrinária, mas tenha em mente que a saúde da mente não está dissociada da saúde da alma. Se você não ler e estudar com o coração contrito, pedindo a Deus que lhe mostre a Verdade, todo o seu trabalho será em vão. Todas as minhas leituras, nos anos que antecederam a minha conversão, foram feitas de joelhos, sabendo que Deus pediria contas do uso que faria da minha inteligência. 

Dito isso, veja os cursos do padre Paulo Ricardo sobre a história da Igreja, começando pela Igreja antiga, o curso sobre o Catecismo, que está incompleto, abrangendo apenas as duas primeiras partes, Credo Apostólico e Sacramentos, e não deixe de ver o seu importante curso "Por que não sou protestante", a fim de que você saiba o que diferencia em essência o Catolicismo do Protestantismo. 

Outra dica que lhe dou é que você, se puder, ouça as homilias diárias do padre Paulo Ricardo, seguindo o calendário litúrgico da Igreja. São homilias curtas, com média de uns cinco minutos apenas. As Sagradas Escrituras são importantes para você como protestante e é crucial que você veja como nós, católicos, não as menosprezamos e como a lemos de um modo muito mais orgânico.

(2) Dê uma olhada na literatura apologética católica, principalmente aquela escrita por ex-protestantes, que saberão exatamente as dificuldades que você tem com relação ao Catolicismo. 

No meu blogue, há uma lista de 50 livros em português que podem ser baixados gratuitamente. Se você quer começar apenas com dois, eu lhe recomendaria "Balbúrdia Protestante", do padre Lombaerde, e "Arsenal católico ou respostas às objeções protestantes", do José de Mello. 

O Dave Armstrong, que considero o melhor apologista católico vivo, tem um excelente livro chamado "Está na Bíblia: os versículos católicos" que lhe recomendo. 

Leia tudo o que você puder do Scott Hahn, começando pelo seu clássico "Todos os caminhos levam a Roma". 

(3) Há um tópico que merece atenção especial, que é a Mariologia. Não há muito material em Português, mas há três livros que creio que são suficientes:

LOMBAERDE, Júlio Maria de. A Mulher Bendita diante dos ataques protestantes;

OLIVEIRA, João de. A Virgem Maria no tribunal protestante.

(4) Há muito material bom no YouTube. O documentário do ex-protestante Thomas Woods Jr. "A Igreja Católica: construtora da civilização" é obrigatório. 


O Brant Pitre, que é um dos maiores teólogos bíblicos católicos de hoje, tem um excelente vídeo chamado "Os irmãos de Jesus: Maria teve outros filhos?". 

O Dom José Falcão tem um excelente curso bíblico, que já tem mais de 200 aulas publicadas.

Não deixe de ver bons filmes católicos sobre a vida dos Santos. Há muitos disponíveis no YouTube gratuitamente. Começar com o filme sobre o Padre Pio de Pietrelcina seria uma boa pedida.

Enfim, acho que já há material suficiente indicado aí. Tudo é muito acessível. Não estou lhe indicando nenhum tratado teológico.

Qualquer coisa, conte com a minha ajuda.

Um comentário:

  1. Olá indiquei a publicação, porém ao acessar o link dos 50 livros para baixar gratuitamente está com problema.
    Espero ter ajudado.

    ResponderExcluir